Confiança e intenção de consumo deixam o comércio otimista

0
60

Não é que o varejo esteja em franca recuperação no Estado, mas alguns indícios apontam para uma saída do sufoco, ainda que lenta. Em julho, o índice que mede a intenção de compras das famílias (ICF) de SC, divulgado pela Fecomércio-SC, alcançou 92,4 pontos, crescimento de 6,9% frente ao mesmo mês no ano passado, o terceiro aumento consecutivo para esse tipo de paralelo. Outro índice, o que mede a confiança do empresário do comércio (ICEC) alcançou a maior pontuação para o mês de julho desde 2014.

Esse maior otimismo – ou menor pessimismo – de empresários e consumidores vai de encontro à melhora nas vendas. De janeiro a maio, a receita do varejo estadual avançou 14,5% em comparação ao mesmo período em 2016 segundo o IBGE. No ano passado, vale lembrar, o segmento teve incremento de 5,6% no faturamento em relação a 2015, abaixo da inflação, de 6,29%.

Para o presidente da Confederação dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Florianópolis, Lidomar Bison, a situação ainda é complicada, e as vendas têm acontecido às custas de liquidações quase contínuas, com consequente redução da margem de lucro. Para piorar, este foi um inverno ameno, o que fez com que os estoques de vestuário encalhassem.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here