Produtores de alho lutam pela redução do ICMS

0
696
Foto: Divulgação

Atualmente o alho produzido em Santa Catarina possui uma redução de 90% na base de cálculo do ICMS, imposto sobre circulação de mercadorias e serviços. A alíquota de 12% passa para 1,2% no período.

Essa medida que visa manter a competitividade do produto catarinense vence em 31 de março, fato que está preocupando o setor.

Segundo Everson Tagliari, presidente da Associação Catarinense dos Produtores de Alho – ACAPA,  uma prorrogação do decreto já foi solicitada junto ao governo do estado.

Atualmente o preço pago ao produtor está abaixo do ideal, sem o incentivo fica inviável produzir alho na região, afirmou Tagliari.

O principal fator para a derrubada dos preços tem sido a importação do produto especialmente da Argentina e da China.

Dos cerca de 2 mil hectares de alho que o estado planta, aproximadamente  1.500 estão nos municípios de Curitibanos, Frei Rogério e Brunópolis.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie por Whatsapp, no número (49) 9-9993-0092

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here