Volta às aulas na rede estadual de ensino tem 911 novos professores

0
129
Foto: Diorgenes Pandini/ Diário Catarinense

Os estudantes que retornaram às salas de aula, na rede estadual de ensino de Santa Catarina, nesta segunda-feira (11) vão encontrar 911 novos professores. Os docentes aprovados em concurso público foram efetivados no começo deste ano e já começam a lecionar junto com os colegas, nas 1.073 escolas espalhadas pelo Estado.

Segundo a Secretaria da Educação, 534 mil alunos estão matriculados nas escolas estaduais. Neste ano, uma das novidades é que parte deles vai ser submetida a uma avaliação de desempenho específica, nos moldes do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Conforme a SED, essa avaliação será produzida com a ajuda da União dos Dirigentes Municipais de Educação de Santa Catarina (Undime-SC) e com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Um grupo técnico será criado nas próximas semanas para definir as diretrizes do projeto.

A ideia é que essa avaliação ajude a secretaria a direcionar políticas públicas de ensino que possam atender melhor aos alunos, conforme as necessidades de cada região do Estado.

Parcerias para o ensino integral

A SED informou que pretende ampliar as parcerias existentes com os Institutos Ayrton Senna e Natura para oferecer aulas de reforço em disciplinas como português e matemática, além do desenvolvimento de valores e competências, como resolução de problemas, responsabilidade, comunicação e criatividade.

Essas aulas serão oferecidas no contraturno, para alunos do ensino médio. Em 2018, o projeto envolveu cerca de 3,4 mil alunos, em todo o Estado. Neste ano, 31 escolas devem oferecer essa modalidade.

O número, no entanto, é menor do que o esperado, já que duas instituições desistiram de implantar o conceito. Segundo a secretaria, isso se deve a questões de gestão das escolas, que podem incluir desde a falta de infraestrutura, até a baixa procura dos pais e alunos por essa modalidade de ensino. Apesar disso, a pasta acredita que mais escolas devem aderir ao modelo ao longo deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here