Motorista tem prisão preventiva decretada por acidente com morte de duas jovens na BR-470

0
192
Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O motorista de 31 anos envolvido no acidente em que duas jovens morreram na BR-470 em Gaspar, no Vale do Itajaí, no sábado (23) teve a prisão preventiva decretada na manhã deste domingo (24). Ele foi preso em flagrante e teve a detenção mantida em audiência de custódia.

A batida frontal ocorreu às 6h05 de sábado. As vítimas, todas mulheres, têm entre 18 e 25 anos, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). As jovens que morreram tinha 18 e 21 anos. O motorista conduzia um Jaguar e não teve ferimentos.

Conforme o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), a audiência de custódia estava marcada para as 15h, mas a magistrada de plantão na comarca de Blumenau adiantou para as 11h “com a finalidade de garantir a segurança de todos os envolvidos”.

Na noite deste sábado, o delegado regional de Blumenau, Egídio Ferrari, informou que a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do motorista do Jaguar, que estava embriagado. A Justiça entendeu neste domingo que a prisão seguia necessária para “para garantia da ordem pública, conveniência da instrução criminal e para assegurar a aplicação da lei penal”.

Vídeo

Um vídeo mostra o carro Jaguar envolvido no acidente que matou duas jovens na manhã de sábado trafegando em zigue-zague pela BR-470. A filmagem foi feita pelo veículo que vinha atrás.

A gravação foi feita cerca de 30 quilômetros antes do local do acidente. No vídeo, o ocupante do carro que vinha atrás do Jaguar parece conversar, por telefone, com a PRF, alertando que poderia haver um acidente e informando a placa do veículo.
O motorista que fazia zigue-zague na rodovia não foi parado e bateu contra o carro onde estavam as cinco jovens. Olampío Silveira é pai de Suelen Hedler Silveira, de 21 anos, que morreu na hora, e diz que o acidente poderia ter sido evitado.

“O sentimento é de revolta porque a polícia sabia, ela tinha sido avisada. O pessoal conversou com eles e eles não fizeram nada. Tiveram lá só para juntar os cacos”, disse o pai de Suelen. A outra vítima foi Amanda Zimermmann, de 18 anos. Ela foi levada ao hospital, mas não resistiu.

A Polícia Rodoviária Federal admitiu em nota que recebeu duas ligações informando sobre o veículo. O órgão fala que “os policias consultaram a placa repassada e esta não batia em um Jaguar, provavelmente porque a ligação não estava boa”.

Diz ainda que “infelizmente várias pessoas ligam para a PRF prestando informações falsas ou trote, o que acaba por diminuir a credibilidade das denúncias. No caso de hoje, infelizmente a denúncia era verdadeira”.

Depois da nota o chefe de comunicação da PRF, Luiz Graziano, pronunciou-se por vídeo: “Infelizmente houve um problema de comunicação e a Polícia Rodoviária Federal acabou não conseguindo barrar este veículo, tirá-lo de circulação para que esse acidente não ocorresse”.

Prisão

O motorista foi trazido para a Central de Polícia de Blumenau, cidade vizinha a Gaspar, por volta das 10h. O delegado responsável pelo caso, Rafael Ikawa, disse que o homem, de 31 anos, permaneceu calado.

O delegado regional de Blumenau afirmou que a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do motorista por entender que o acidente se enquadra em homicídio com dolo eventual, quando o agente assume o risco do resultado ser a morte.

Ainda conforme o delegado regional, o motorista já havia se envolvido em um acidente antes. Em 2016, ele capotou uma Range Rover em Jaraguá do Sul e fugiu do local.
“Perante a lei, ele pode pagar, mas o que a gente tá sentindo agora não vai mudar nada. Se ele ficar solto, se ele ficar preso 30 anos, não muda nada”, lamentou o pai de Suelen.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here