Preço do frango no atacado fica 34% mais caro em um ano em SC

0
94
Foto: Tarla Wolski/Especial

Em relação a um ano atrás, o preço da carne de frango no mercado atacadista de Santa Catarina está 34,5% mais caro. O aumento é verificado pela comparação entre maio de 2019 e o mesmo mês em 2018 do custo médio do quilo dos quatro tipos analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri (Cepa/Epagri).

Os dados foram atualizados pela reportagem e corrigidos pela inflação (IPCA), o que permite atestar o aumento real também em fevereiro, março e abril na comparação com 2018 – não há informações relativas a janeiro. Além disso, das quatro variedades de frango pesquisadas, três alcançaram em maio o preço mensal mais alto em 12 meses: filé de peito, peito com osso e frango inteiro.

Conforme a Cepa/Epagri, o quilo de filé de peito congelado, que estava R$ 7,13 em maio do ano passado, chegou a R$ 9,79 no mês passado, em um aumento de 37,3% – a maior variação entre os tipos pesquisados.

Pela mesma comparação, o frango inteiro passou de R$ 4,51 para R$ 5,77, com acréscimo de 28%. O peito de frango com osso congelado subiu de R$ 5,01 para R$ 6,79 – aumento de 35%. E o quilo de coxa e sobrecoxa, que estava em R$ 4,15 em maio do ano passado, chegou R$ 5,64 depois de um ano, em uma alta de 36%.

Na carne suína também foi registrado aumento, mas não tão considerável. É o caso do quilo do pernil, que subiu 11,5% na comparação com maio do ano passado e de 2019. O quilo de lombo teve aumento de 16,5%. Já nos bovinos, a situação é mais estável e os preços mantiveram a média. O analista do setor de carnes do Cepa/Epagri, Alexandre Giehl, explica que a diferença entre aves e suínos ocorre devido a um momento ruim no ano passado, em contraste com o bom momento das exportações em 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here