Ranking revela as rodovias federais mais violentas de SC

0
54

O balanço de acidentes nas rodovias federais de Santa Catarina feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra as estradas que mais tiveram mortes em 2019 no Estado. No número geral, houve um pequeno crescimento nos casos em relação a 2018, quando foram 387 vítimas. No ano passado a PRF atendeu 403 mortes — mais de uma por dia —, enquanto em 2017 ocorreram 381, o que revela uma tendência de crescimento nos último três anos.

Quando a análise é sobre os pontos onde ocorreram os acidentes, a BR-101 lidera as estatísticas, com 146 vítimas, seguida pela BR-282 (100) e pela BR-470 (87). Os números representam também o grande movimento que as principais estradas recebem. A 101, por exemplo, é a que registra maior fluxo no Estado, justamente por cortar o país e também passar por algumas das maiores cidades de SC.

Rodovias federais de SC que mais registraram mortes em 2019(Foto: Arte NSC TV)
Chama atenção ainda a presença da BR-282 no segundo lugar da lista. A coluna registrou no final de semana a necessidade de ações urgentes na rodovia por conta dos graves acidentes recentes e dos congestionamentos constantes. Além disso, a estrada atravessa SC de ponta a ponta. As mortes não são exclusividade do trecho da Grande Florianópolis e são rotina também no Oeste catarinense.

Na comparação com os últimos 24 anos feita pela PRF, 2019 foi o terceiro menor em número de mortes, mas o crescimento desde 2017 é um dos pontos de atenção. Em relação à quantidade de acidentes, o ano passado foi o menor da série histórica, com 8.424 colisões. A polícia ponderá, porém, que desde de julho de 2015 as ocorrências sem vítimas e com apenas poucos danos materiais passaram a ser registradas pelo próprio usuário pela internet. Por isso a queda nos últimos quatro anos.

Primeiro lugar em embriaguez

Em relação aos casos de embriaguez ao volante a situação catarinense salta aos olhos. Os flagrantes registram 10.913 motoristas dirigindo embriagados sob efeito de álcool em SC no ano passado. O número é mais do que o dobro do ano anterior. O Estado passou a ser o maior em número de multas nestes casos nas rodovias federais brasileiras.

No combate à criminalidade, a PRF recuperou 245 veículos com registro de furto/roubo e apreendeu 15.783 quilos de maconha, além de uma tonelada de cocaína e 27 mil comprimidos de ecstasy. Ao todo, 2.270 pessoas foram detidas nas estradas no período.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here