Urupema confirma caso de Covid-19 e todas cidades de SC têm registro da doença

0
110

A Prefeitura de Urupema, na Serra catarinense, confirmou na manhã desta quinta-feira (13) o primeiro caso de coronavírus na cidade. Com o diagnóstico, todos os 295 municípios catarinenses têm registro de ao menos um caso da doença.

O governo do estado ainda contabilizou o paciente de Urupema no boletim da noite desta quinta. Barra Bonita, no Oeste catarinense, entrou na noite de quarta-feira (12) para a listagem do estado, mas a prefeitura já havia divulgado o diagnóstico há duas semanas. Segundo o governo, podem ocorrer possíveis atrasos na atualização devido a algumas notificações demorarem a serem validadas.

A região da Serra agravou a situação para gravíssima, segundo o mapa de risco do governo atualizado na quarta-feira (12). Até 9 de julho não havia mortes na região serrana. Santa Catarina voltou a ter 12 regiões em situação gravíssima, o que corresponde a 75% do território catarinense. São 115 mil casos e 1,6 mil mortes.

O morador de Urupema diagnosticado é um homem de 38 anos que está bem e em isolamento domiciliar. De acordo com a prefeitura, um familiar dele deve ser submetido a teste ainda esta semana.

Todas as pessoas com sintomas são testadas, segundo a Secretaria de Saúde. Até esta quinta-feira (13), foram realizados 57 testes na cidade.

Medidas de prevenção em Urupema

Urupema é uma das cidades mais frias do país e registrou temperaturas negativas em muitas manhãs deste inverno. O frio intenso exige ainda mais atenção com os 2,5 mil moradores, pois pode aumentar a disseminação do vírus, de acordo com a secretária de Saúde, Tânia Borges.

Segundo ela, com a confirmação do caso, a sanitização de locais públicos da cidade, que era feita, em média, a cada 20 dias, deve ser intensificada.

Na cidade o uso de máscara é obrigatório. O município tem feito barreiras de fiscalização sanitária nos acessos da cidade desde o início da pandemia, com aferição de temperatura e orientações.

Os pontos turísticos de Urupema, como o Morro das Torres, principal deles, seguem com os acessos fechados pelo menos até 31 de agosto. O fluxo de pessoas na cidade também está menor, pois o movimento no turismo baixou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here