UFSC planeja vestibular 2021 sem provas presenciais

0
46
Foto: Leo Munhoz

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) planeja fazer a seleção dos alunos para o primeiro semestre de 2021 sem provas presenciais e o tradicional vestibular de verão. Por causa da pandemia do coronavírus, que motivou o adiamento das atividades presenciais da universidade até 22 de maio do ano que vem, o ingresso dos futuros estudantes poderá ocorrer com base nas notas do Enem.

A proposta foi aprovada nesta quarta-feira (18) pela Câmara de Ensino da Graduação da UFSC, e ainda depende análise e confirmação por parte do Conselho Universitário, que reunirá nos próximos dias.

A ideia é que as vagas dos cursos de graduação sejam distribuídas da seguinte forma: 30% para preenchimento através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e 70% para um processo seletivo não presencial, que usará como critério a nota que o candidato obteve nas edições do Enem entre 2009 e 2021.

Inicialmente, a UFSC planejava fazer um vestibular tradicional, com provas presenciais, entre abril e maio do ano que vem. Esse tipo de evento chegou a ser autorizado pelo Governo do Estado com uma série de medidas sanitárias, mas a decisão da universidade de suspender todas as atividades presenciais até 22 de maio tornou inviável a realização das provas.

“Impossibilidade de garantir a segurança”

A proposta da UFSC se baseou em estimativas de que ao menos 25 mil candidatos participariam de provas presenciais no vestibular 2021, distribuídos em 28 cidades catarinenses. O apoio logístico da universidade exigiria mais 2500 pessoas entre coordenadores, fiscais, equipe de limpeza, etc.

Com a “impossibilidade de garantir a segurança sanitária” em um vestibular tradicional, a UFSC optou pela proposta que evitaria qualquer tipo de aglomeração. A proposta lista fatores como a incerteza de uma vacina disponível até meados do ano que vem e a necessidade de deslocamento de muitos candidatos, sem a garantia de que os transportes e deslocamentos entre cidades e estados estariam permitidos no país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here